Filipe Faísca nasceu em Moçambique em 1964. Actualmente vive e trabalha em Lisboa. Em 1989 licencia-se em Design de Moda pelo IADE (Instituto de Artes Visuais e Marketing).

Em 1991 integra a Official Selection for Mediterranean Europes Young Creative Biennale, em Valência, Espanha, e apresenta a sua primeira colecção na ModaLisboa.

A par do desenvolvimento de colecções de atelier – e do seu trabalho costumizado em que se destacam os vestidos de noiva e para artistas nacionais , tem vindo a dedicar-se à criação e execução de guarda-roupas para teatro, ópera, ballet e cinema, linhas de acessórios, figurinos e fardas para vários hotéis, restaurantes e discotecas.

Em 1993 foi assistente de Ana Salazar, tendo mais tarde aberto o seu próprio Atelier.

De 1994-2006, lecciona a disciplina figurinos no Chapitô.

Depois de um interregno de 14 anos, Filipe Faísca regressa à passerelle da ModaLisboa em Outubro de 2006, onde passa a apresentar sazonalmente as suas colecções.

Distinguido em 2007 com o Globo de Ouro de melhor designer de moda português, cria desde o mesmo ano até 2013 as vitrinas das lojas Hermès, em Lisboa e no Algarve, e Fashion Clinic, em Lisboa e no Porto.

Em 2011 desenvolve uma parceria com a marca de lingerie Triumph, que se prolonga até Fevereiro de 2014.

Em 2013 realiza a campanha primavera/verão 2013 da Fashion Clinic e lecciona no curso de design de moda da ESAD, em Matosinhos.

Em 2014 inicia a expansão da sua marca com novos pontos de venda em parceria com lojas online e físicas. Neste mesmo ano regressa o apoio de Christian Louboutin aos seus desfiles e realiza o seu primeiro aftershow em colaboração com a Absolut. Ainda em 2014, a artista plástica Joana Vasconcelos cria uma peça expressamente para a passerelle da colecção Callcenter em que, simultaneamente, Filipe Faísca lança a colaboração com a marca de fatos de banho Voke.

Em 2015 é, mais uma vez, distinguido com o Globo de Ouro de Melhor Designer de Moda Português. Ainda em 2015 associa-se à Fundação Rui Osório de Castro para dar vida à colecção “Darling”, que contou com a estampagem de desenhos da autoria de crianças apoiadas pelo IPO. Participa igualmente na exposição Burilada no âmbito da abertura da Casa do Design em Matosinhos e no MUDE, em Lisboa, na exposição “Como se pronuncia o design em Português”.

Em 2016 completa 25 anos de carreira e inicia a colaboração com a Montblanc e a Wolford.

Em 2017 participa como palestrante sobre Re-Design, no Encontro Nacional de Estudantes de Design 2017 (ENED) , na Covilhã, uma iniciativa da Universidade da Beira Interior e na exposição “Vestir hoje o teatro e a dança” no Museu Nacional do Teatro e da Dança.